O bebê de 1 ano e 2 meses

O bebê de 1 ano e 2 meses

Independência é a palavra para definir o desenvolvimento do seu bebê nos próximos meses. Ele está mais ativo e, de certa forma, escolhe onde ir e o que fazer, seja andando, ou mesmo engatinhando e desafia possibilidades.

O “não” faz parte do vocabulário, tanto do seu para ele, quanto o contrário. Lugares proibidos são os mais desejados, então você terá que dizer muitas vezes durante o dia. O mais indicado é manter locais e objetos perigosos fora do alcance.

Portas trancadas, tomadas e fios protegidos, objetos guardados em espaços mais altos. É melhor ter atenção a esses detalhes do que precisar seguir o bebê em cada parte da casa ou deixá-lo preso, isso também irá ajudar você. Claro que é importante ensinar limites, mas faça isso de forma gradativa, sem desestimular o desenvolvimento.

Aliás, novas ações acontecem. Seu bebê dá tchauzinho, bate palmas, manda beijo, pisca. Uma fofura! Novas palavras podem surgir, cuidado com o que você fala, porque ele também observa o que você faz e copia muitas coisas.

Sempre lembrando que cada bebê é único e se desenvolve no próprio ritmo. Procure incentivar o aprendizado e nunca forçar ou comparar com outros bebês. O mais importante é que o seu bebê cresça saudável e feliz.

Curta cada momento com o seu bebê e veja como ele cresce e aprende. Para saber um pouco mais sobre essa fase e como lidar com isso, continue lendo.

 

Estímulos e Brincadeiras

O bebê de 1 ano e 2 meses, ou 14 meses, levanta sozinho e consegue andar se apoiando nas coisas. Alguns mais apressados, que deram seu primeiros passos antes do 1° ano de vida, provavelmente estão com os passos, de certa forma, mais firmes e já ensaiam umas corridas.

Continue estimulando seu bebê com brinquedos para empurrar, isso irá ajudar a se sentir mais confiante para andar. Eles adoram arrastar objetos, crie atividades ou selecione objetos seguros para ele brincar.

Outra brincadeira que eles gostam muito e são ótimas para o desenvolvimento é empilhar coisas. Se você não tiver bloquinhos próprios, utilize latas ou potes de plástico. De preferência, opte por cores e formatos diferentes. Conforme ele for pegando as peças, fale as cores e formas.

Bebês adoram explorar texturas. Uma sugestão é criar um baú do tesouro de texturas com diversas coisas de texturas variadas. Da mesma forma, um tapete de texturas pode ser bastante útil. Você pode criar algo com o que tem em casa, apenas tenha cuidado para escolher objetos que não soltem partes ou sejam tóxicos.

Escolha uma bola que seu bebê consiga pegar nas mãos, ou leve o suficiente para ele chutar, e passe um tempo brincando com ele. Sente-se próximo a ele, jogue a bola e peça para jogar de volta. Essa brincadeira irá desenvolver atenção e coordenação.

 

Alimentação

Você já ouviu falar no método BLW, Baby Led Weaning? Seguindo esse método, o bebê se alimenta igual às outras pessoas da família, sendo estimulado a pegar os alimentos sozinho, ganhando mais autonomia.

Essa maneira de introduzir novos alimentos é bem interessante, porque permite que o bebê interaja com os outros membros da família que participam da refeição e favorece a aceitação dos alimentos.

O que também pode ser iniciado é o uso dos talheres. O bebê ainda não irá conseguir segurar corretamente a colher ou levá-la até a boca, mas você pode colocar a comida na colher ou na ponta do garfo e dar na mão dele para uma tentativa. Não se preocupe se não conseguir logo. Tudo tem o seu tempo, lembra? O importante é ter calma e não desistir.

Outra coisa a se considerar durante o aprendizado é não se preocupar com a bagunça de comida, porque vai acontecer. Coloque a comida e o cadeirão em um lugar fácil de limpar e foque no aprendizado do seu bebê.

Se precisar de mais orientações sobre como fazer seu bebê comer melhor, saiba mais sobre o curso Bebê Bom de Garfo, administrado pela nutricionista e mãe Milene Henriques

 

Sono

A partir de 1 ano de idade, o bebê vê o sono como algo que o impede de brincar e explorar o mundo. Manter a rotina de sono é primordial para que ele continue entendendo que é a hora de dormir, mesmo que lute um pouco com o sono.

O mais correto é seguir uma sequência de atividades como dar o jantar, um banho relaxante, fazer uma massagem, contar histórias, cantar uma música mais calma, acalentar por um tempo e colocar no berço, de preferência sonolento, para que ele aprenda a dormir sozinho.

Mesmo seguindo uma rotina seu bebê ainda reluta e dá trabalho para dormir, entre em contato, conheça o curso Bebê Dorminhoco e tire todas as suas dúvidas sobre o sono do seu bebê.

Share

Gustavo Pires

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *