Teste em Ingles

Angry displeased furrowed girl looking with grudge while refusing to eat when her mother feeding her with fork

Teste em Ingles

 

Neste momento temos muitas mamães e papais se perguntando: “por que meu filho não me obedece?”

Parece que na maioria dos momentos as crianças realmente não nos escuta. Dizemos para NÃO fazerem determinada ação e a criança insiste em fazê-la assim mesmo.

Ela realmente não quer obedecer?

O que muitos pais não sabem é que quando você diz não grite para seu filho, imediatamente o cérebro humano processa a imagem gritar. O nosso cérebro possui mecanismos neurais que representam as idéias que possuímos, e associamos a cada palavra que ouvimos. Então, para a mente não interessa a sua intenção ao dizer, e sim o que você diz.

Vamos entender melhor; o seu cérebro reconhece, relaciona e elabora um programa motor que fica pronto para entrar em ação e gritar. Enquanto isso, o córtex pré frontal entende que é preciso controlar esse impulso cerebral e impedir de gritar.

Agora faça o seguinte exercício. NÃO pense em um bolo de chocolate gostoso. Você conseguiu? Ou imaginou seu bolo preferido e ficou com água na boca

Se já foi difícil para você, com um córtex pré-frontal adulto, controlar esse impulso, imagine para seu filho que está em desenvolvimento?. Assim, podemos entender melhor o motivo de algumas crianças fazerem exatamente o que lhes pedimos para não fazerem.

Mãezinhas, você está lidando com  crianças que pensam, sentem e se desenvolve de acordo com o que vive, ouve e sente. Os sentimentos dos seus pequenos são responsáveis por mover suas ações. A forma como você conversa, repreende e ensina seus filhos, causa sentimentos que vai impulsionar as ações dos pequenos.

 

 

COMO fazer meu filho obedecer?

O Sonho de toda mãe é conseguir a obediência dos filhos de maneira eficaz, e posso dizer que é possível realizar esse sonho que por hora parece difícil e distante. Após compreender como as mentes das crianças funcionam; você conseguirá colocar em prática o que vamos te ensinar a seguir.

Mas antes certifique-se de compreender como seus filhos sentem o mundo ao seu redor, e não apenas as ações que ele toma diante de algumas situações.

Ao ensinar nossos filhos, temos a tendência de esperar a reação negativa e inadequada da criança, para repreendê-la, quando na verdade, precisamos entender o que levou a criança a ter essa atitude inadequada. Qual sentimento ela está sentindo para não obedecer, ou para agir da forma indesejada?

Precisamos cuidar dos sentimentos dos nossos filhos e não apenas do comportamento. Dessa forma, temos resultados mais eficazes na obediência, além de ajudar nossos filhos a lidar com suas emoções.

A dica, portanto, é procurar transformar as frases que falamos para nossos pequenos em  uma ação positiva. Tente, por exemplo, substituir “NÃO grite” por “fale baixinho”, ou “NÃO fique em pé” por “vamos ficar sentados”.

Sabemos que é uma tarefa que requer treino, e, muito provavelmente, com crianças menores, será sim necessário repetir a orientação por diversas vezes até que a criança internalize o comportamento. Mas com amor, respeito e paciência.

Nosso cérebro aprende por repetição, criando através dessas repetições, hábitos. Com o cérebro das crianças em desenvolvimento, é muito mais fácil pela repetição, criar esses hábitos. 

Pense que se suas exigências aos pequenos forem negativas, eles provavelmente terão reações negativas e crenças limitantes ao longo do desenvolvimento, tão negativos quanto. 

Mas se suas exigências forem imposta com amor, paciência e de maneira positiva sobre a ação que você deseja que seus filhos tenham, eles vão desenvolver crenças positivas e ações positivas aos seus ensinamentos e exigências.

 

 

 

03 passos para seu filho te obedecer

É normal em algum período da vida materna, nos sentirmos no limite. É desafiador fazer as crianças nos obedecer e por muitas vezes o erro está em nosso comportamento como pais, e não exatamente na criança.

Vamos falar um pouco sobre alguns passos que você pode seguir para conseguir a obediência dos seus filhos de maneira eficaz.

Lembrem-se, é preciso ter paciência, como falamos acima, a criança aprende por repetição de alguns hábitos, dia após dia.

Passo 1:  A exigência para que as crianças obedeçam, deve ser feita de forma gradual, não se pode passar de zero a cem de uma hora para outra. É adequado começar pedindo obediência em tarefas que para eles são fáceis e agradáveis e, quando isto estiver estabelecido, subir para o nível acima.

Passo 2:  temos que acompanhar a boa conduta da criança com estímulos, atenção e carinho.

Passo 3:  O passo número 3, podemos dizer que é o comportamento que você entrega para seu filho ter como exemplo. Tenha paciência e domínio próprio! Um adulto paciente e controlado é o melhor espelho em que uma criança pode se olhar.

Share

Avatar
Karla Mendonça

Private: Teste em Espanhol

Angry displeased furrowed girl looking with grudge while refusing to eat when her mother feeding her with fork

Teste em Espanhol

 

Neste momento temos muitas mamães e papais se perguntando: “por que meu filho não me obedece?”

Parece que na maioria dos momentos as crianças realmente não nos escuta. Dizemos para NÃO fazerem determinada ação e a criança insiste em fazê-la assim mesmo.

Ela realmente não quer obedecer?

O que muitos pais não sabem é que quando você diz não grite para seu filho, imediatamente o cérebro humano processa a imagem gritar. O nosso cérebro possui mecanismos neurais que representam as idéias que possuímos, e associamos a cada palavra que ouvimos. Então, para a mente não interessa a sua intenção ao dizer, e sim o que você diz.

Vamos entender melhor; o seu cérebro reconhece, relaciona e elabora um programa motor que fica pronto para entrar em ação e gritar. Enquanto isso, o córtex pré frontal entende que é preciso controlar esse impulso cerebral e impedir de gritar.

Agora faça o seguinte exercício. NÃO pense em um bolo de chocolate gostoso. Você conseguiu? Ou imaginou seu bolo preferido e ficou com água na boca

Se já foi difícil para você, com um córtex pré-frontal adulto, controlar esse impulso, imagine para seu filho que está em desenvolvimento?. Assim, podemos entender melhor o motivo de algumas crianças fazerem exatamente o que lhes pedimos para não fazerem.

Mãezinhas, você está lidando com  crianças que pensam, sentem e se desenvolve de acordo com o que vive, ouve e sente. Os sentimentos dos seus pequenos são responsáveis por mover suas ações. A forma como você conversa, repreende e ensina seus filhos, causa sentimentos que vai impulsionar as ações dos pequenos.

 

 

COMO fazer meu filho obedecer?

O Sonho de toda mãe é conseguir a obediência dos filhos de maneira eficaz, e posso dizer que é possível realizar esse sonho que por hora parece difícil e distante. Após compreender como as mentes das crianças funcionam; você conseguirá colocar em prática o que vamos te ensinar a seguir.

Mas antes certifique-se de compreender como seus filhos sentem o mundo ao seu redor, e não apenas as ações que ele toma diante de algumas situações.

Ao ensinar nossos filhos, temos a tendência de esperar a reação negativa e inadequada da criança, para repreendê-la, quando na verdade, precisamos entender o que levou a criança a ter essa atitude inadequada. Qual sentimento ela está sentindo para não obedecer, ou para agir da forma indesejada?

Precisamos cuidar dos sentimentos dos nossos filhos e não apenas do comportamento. Dessa forma, temos resultados mais eficazes na obediência, além de ajudar nossos filhos a lidar com suas emoções.

A dica, portanto, é procurar transformar as frases que falamos para nossos pequenos em  uma ação positiva. Tente, por exemplo, substituir “NÃO grite” por “fale baixinho”, ou “NÃO fique em pé” por “vamos ficar sentados”.

Sabemos que é uma tarefa que requer treino, e, muito provavelmente, com crianças menores, será sim necessário repetir a orientação por diversas vezes até que a criança internalize o comportamento. Mas com amor, respeito e paciência.

Nosso cérebro aprende por repetição, criando através dessas repetições, hábitos. Com o cérebro das crianças em desenvolvimento, é muito mais fácil pela repetição, criar esses hábitos. 

Pense que se suas exigências aos pequenos forem negativas, eles provavelmente terão reações negativas e crenças limitantes ao longo do desenvolvimento, tão negativos quanto. 

Mas se suas exigências forem imposta com amor, paciência e de maneira positiva sobre a ação que você deseja que seus filhos tenham, eles vão desenvolver crenças positivas e ações positivas aos seus ensinamentos e exigências.

 

 

 

03 passos para seu filho te obedecer

É normal em algum período da vida materna, nos sentirmos no limite. É desafiador fazer as crianças nos obedecer e por muitas vezes o erro está em nosso comportamento como pais, e não exatamente na criança.

Vamos falar um pouco sobre alguns passos que você pode seguir para conseguir a obediência dos seus filhos de maneira eficaz.

Lembrem-se, é preciso ter paciência, como falamos acima, a criança aprende por repetição de alguns hábitos, dia após dia.

Passo 1:  A exigência para que as crianças obedeçam, deve ser feita de forma gradual, não se pode passar de zero a cem de uma hora para outra. É adequado começar pedindo obediência em tarefas que para eles são fáceis e agradáveis e, quando isto estiver estabelecido, subir para o nível acima.

Passo 2:  temos que acompanhar a boa conduta da criança com estímulos, atenção e carinho.

Passo 3:  O passo número 3, podemos dizer que é o comportamento que você entrega para seu filho ter como exemplo. Tenha paciência e domínio próprio! Um adulto paciente e controlado é o melhor espelho em que uma criança pode se olhar.

Share

Avatar
Karla Mendonça

Por que meu filho não me obedece?

Angry displeased furrowed girl looking with grudge while refusing to eat when her mother feeding her with fork

Neste momento temos muitas mamães e papais se perguntando: “por que meu filho não me obedece?”

Parece que na maioria dos momentos as crianças realmente não nos escuta. Dizemos para NÃO fazerem determinada ação e a criança insiste em fazê-la assim mesmo.

Ela realmente não quer obedecer?

O que muitos pais não sabem é que quando você diz não grite para seu filho, imediatamente o cérebro humano processa a imagem gritar. O nosso cérebro possui mecanismos neurais que representam as idéias que possuímos, e associamos a cada palavra que ouvimos. Então, para a mente não interessa a sua intenção ao dizer, e sim o que você diz.

Vamos entender melhor; o seu cérebro reconhece, relaciona e elabora um programa motor que fica pronto para entrar em ação e gritar. Enquanto isso, o córtex pré frontal entende que é preciso controlar esse impulso cerebral e impedir de gritar.

Agora faça o seguinte exercício. NÃO pense em um bolo de chocolate gostoso. Você conseguiu? Ou imaginou seu bolo preferido e ficou com água na boca

Se já foi difícil para você, com um córtex pré-frontal adulto, controlar esse impulso, imagine para seu filho que está em desenvolvimento?. Assim, podemos entender melhor o motivo de algumas crianças fazerem exatamente o que lhes pedimos para não fazerem.

Mãezinhas, você está lidando com  crianças que pensam, sentem e se desenvolve de acordo com o que vive, ouve e sente. Os sentimentos dos seus pequenos são responsáveis por mover suas ações. A forma como você conversa, repreende e ensina seus filhos, causa sentimentos que vai impulsionar as ações dos pequenos.

 

 

COMO fazer meu filho obedecer?

O Sonho de toda mãe é conseguir a obediência dos filhos de maneira eficaz, e posso dizer que é possível realizar esse sonho que por hora parece difícil e distante. Após compreender como as mentes das crianças funcionam; você conseguirá colocar em prática o que vamos te ensinar a seguir.

Mas antes certifique-se de compreender como seus filhos sentem o mundo ao seu redor, e não apenas as ações que ele toma diante de algumas situações.

Ao ensinar nossos filhos, temos a tendência de esperar a reação negativa e inadequada da criança, para repreendê-la, quando na verdade, precisamos entender o que levou a criança a ter essa atitude inadequada. Qual sentimento ela está sentindo para não obedecer, ou para agir da forma indesejada?

Precisamos cuidar dos sentimentos dos nossos filhos e não apenas do comportamento. Dessa forma, temos resultados mais eficazes na obediência, além de ajudar nossos filhos a lidar com suas emoções.

A dica, portanto, é procurar transformar as frases que falamos para nossos pequenos em  uma ação positiva. Tente, por exemplo, substituir “NÃO grite” por “fale baixinho”, ou “NÃO fique em pé” por “vamos ficar sentados”.

Sabemos que é uma tarefa que requer treino, e, muito provavelmente, com crianças menores, será sim necessário repetir a orientação por diversas vezes até que a criança internalize o comportamento. Mas com amor, respeito e paciência.

Nosso cérebro aprende por repetição, criando através dessas repetições, hábitos. Com o cérebro das crianças em desenvolvimento, é muito mais fácil pela repetição, criar esses hábitos. 

Pense que se suas exigências aos pequenos forem negativas, eles provavelmente terão reações negativas e crenças limitantes ao longo do desenvolvimento, tão negativos quanto. 

Mas se suas exigências forem imposta com amor, paciência e de maneira positiva sobre a ação que você deseja que seus filhos tenham, eles vão desenvolver crenças positivas e ações positivas aos seus ensinamentos e exigências.

 

 

 

03 passos para seu filho te obedecer

É normal em algum período da vida materna, nos sentirmos no limite. É desafiador fazer as crianças nos obedecer e por muitas vezes o erro está em nosso comportamento como pais, e não exatamente na criança.

Vamos falar um pouco sobre alguns passos que você pode seguir para conseguir a obediência dos seus filhos de maneira eficaz.

Lembrem-se, é preciso ter paciência, como falamos acima, a criança aprende por repetição de alguns hábitos, dia após dia.

Passo 1:  A exigência para que as crianças obedeçam, deve ser feita de forma gradual, não se pode passar de zero a cem de uma hora para outra. É adequado começar pedindo obediência em tarefas que para eles são fáceis e agradáveis e, quando isto estiver estabelecido, subir para o nível acima.

Passo 2:  temos que acompanhar a boa conduta da criança com estímulos, atenção e carinho.

Passo 3:  O passo número 3, podemos dizer que é o comportamento que você entrega para seu filho ter como exemplo. Tenha paciência e domínio próprio! Um adulto paciente e controlado é o melhor espelho em que uma criança pode se olhar.

Share

Avatar
Karla Mendonça

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *